Feedback Feedback

LATAM TRADE

Notícias & Alertas Operacionais

27/08/2020

CONTINGÊNCIA - Soluções para viagem de passageiros com voos afetados

Data de publicação: 27 de Agosto de 2020

 

EXCEÇÕES COMERCIAIS LATAM

Devido a:

Cancelamento e reprogramações de voos realizados no contexto da pandemia COVID-19.

Passageiros viajando:

Em voos cancelados/reprogramados de 01 de março de 2020 até 31 de Outubro de 2021.

 

Para voos domésticos cancelados na Argentina, revisar exceções aqui.

Validade do bilhete

- Para bilhetes não utilizados, até 12 meses da data de início da viagem original. No entanto, para bilhetes com início da viagem original entre 01 de Março de 2020 e 31 de Dezembro de 2020, é possível realizar a alteração até 31 de Dezembro de 2021, de acordo com a disponibilidade do sistema.
 

- Para viagens iniciadas ficam sujeitos a estadia máxima da tarifa. 

Poderão optar a UMA das seguintes opções SEM MULTA de acordo com:

Alteração de data / voo /rerouting

SEM MULTA, sujeito a disponibilidade da mesma cabine (sem diferença de tarifa) e validade do bilhete.

- Para reservas com voos cancelados não é necessário ligar à LATAM, os agentes poderão realizar a alteração de acordo com as condições indicadas previamente. É importante eliminar os segmentos inativos da reserva de acordo ao indicado em limpeza segmentos não produtivos nas filas do GDS.

Mudança de origem / destino

SEM MULTA, sujeito a diferenças de tarifa e validade do bilhete, exceto para alterações a um aeroporto mais próximo com voos operados pela LATAM, de acordo com a tabela padrão de proteção dos passageiros do aeroporto próximo.

Ao reemitir considerar

(em todos os casos)

Em Endosso inserir:

COVID19

OSI em reserva:

INVOL CHG DUE TO COVID19

Os passageiros que NÃO desejam uma alteração podem solicitar um reembolso de acordo com:

Reembolso

SEM MULTA, sujeito aos processos e condições estabelecidos em cada país.

Outras considerações:

Detalhes:

- Considerar que toda alteração de data que implique na modificação do “tipo de passageiro” (ex. INF e CHD) implica na cobrança das diferenças tarifárias.

 

-Revisar latam.com para informar-se das restrições de entrada por país. Essa informação é apenas referencial, as restrições de entrada deverão ser revisada junto a embaixada/consulado do país de destino.

 

- Os passageiros no destino (com a viagem iniciada) e que, devido à redução da operação, não tenham opção de proteção para cumprir a estadia máxima de sua tarifa, podem alterar seu voo até 12 meses da data de ínicio da viagem (de acordo com as condições indicadas), mesmo que essa alteração exceda a estadia máxima da tarifa.

 

- A alteração sem multa, sujeito a disponibilidade da mesma cabine (sem diferença de tarifa) e validade do bilhete, deve ser realizada como uma reemissão involuntária.

 Importante:  

Lembramos que toda proteção sujeita à cabine em voos LATAM implica fazer a reserva no novo voo LATAM na classe original da passagem ou na classe mais baixa disponível da mesma cabine (se a original não estiver disponível) e completar a reemissão involuntária mantendo a base tarifária e a construção original da tarifa. Ou seja, não será necessário entrar em contato com o Executivo de Atendimento às Agências para solicitar a classe original

- Se consideram voos reprogramados aqueles com adiantamento a partir de 16 minutos e atrasos a partir de 31 min.

- Alteração de data/voo/rerouting implica adicionar, alterar ou remover pontos de conexão  mantendo mesma origem/destino.

- Alteração de origem/destino implica em voar desde ou até uma cidade diferente da indicada no cupom de voo original.

- Os ancillaries associados ao bilhete estão sujeitos a mudanças e/ou devolução seguindo a ação tomada com o bilhete.