Feedback Feedback

LATAM TRADE

Notícias & Alertas Operacionais

17/06/2021

Políticas Locais BR - Uso não consecutivo de Cupons (No Show Voluntário - R400)

Descrição:

O processo de No Show Voluntário (R400) para as agências de viagem foi modificado. Mais detalhes no campo “Considerações”.

Escopo:

No Show Voluntário (R400) para Agências de Viagens no mercado Brasil

Data de Implementação:

Imediata

Considerações:

A manutenção do trecho de volta no processo de No Show Voluntário (R400) passa a ser gestionado pela própria agência emissora, sem necessitar do suporte agencia local (Contato Único).

Diante deste cenário, as agências passam a ser autônomas e responsáveis pela gestão de todo o processo de execução.

Passa a ser de responsabilidade das agências de viagens:

  • A exclusão do cupom referente ao voo de ida do bilhete.
  • A inserção das notas de respaldo na reserva (PNR):

                       - OSI: PAX DECLINES TO FLY (nº voo) AND HK (nº voo)

                     - SSR CHECK-IN (CKIN): EMBARQUE PERMITIDO DUE NO SHOW R400

A exclusão do trecho de ida não criará prazo na reserva, somente a adição de um novo trecho provoca esse efeito.

O check-in não deve estar feito no momento de excluir o trecho de ida.

Em caso de voos de ida com conexão, aplica-se sempre a todo trecho de ida, nunca parcialmente.

Aplicável apenas em rota 100% doméstico Brasil, independente do local emissor do bilhete.

O trecho de ida não utilizado deve ser obrigatoriamente reembolsado pela agência de acordo com a regra de cancelamento da tarifa, via canal de solicitação de reembolso. Não deve ser recalculado ou reemitido após a exclusão do trecho e inserção do OSI e SSR CKIN citado acima.

Exceção:

N/A

Seção:

Políticas Locais BR | Regras ANAC (Resolução 400)